A relação perigosa entre o Álcool e o Medicamento

0
10


A relação entre o álcool e os medicamentos, pode ser perigosa, pois o consumo de bebidas alcoólicas pode aumentar ou diminuir o efeito do remédio, alterar o seu metabolismo, ativar a produção de substâncias tóxicas que danificam os órgãos, além de poder contribuir para a exacerbação dos efeitos secundários do medicamento, como sonolência, dor de cabeça, ou vômitos, por exemplo. 

Além disso, a ingestão de álcool juntamente com medicamentos pode causar reações similares ao dissulfiram, que é um remédio usado para tratar o alcoolismo crônico, que age inibindo uma enzima que ajuda a eliminar o acetaldeído, que é um metabolito do álcool, responsável pelos sintomas da ressaca. Desta forma, ocorre um acúmulo do acetaldeído, que causa sintomas como vasodilatação, diminuição da pressão arterial, aumento dos batimentos cardíacos, náuseas, vômitos e dor de cabeça.

Quase todos os remédios interagem negativamente com o álcool em excesso, porém, os antibióticos, antidepressivos, a insulina e os medicamentos anticoagulantes são os que, consumidos juntamente com álcool, se tornam mais perigosos.

A relação perigosa entre o Álcool e o Medicamento

Remédios que interagem com o álcool

Alguns exemplos de remédios que podem ter seu efeito alterado ou causar efeitos colaterais quando se toma bebidas alcoólicas são:

Exemplos de Remédios Efeitos 

Antibióticos como metronidazol, griseofulvina, sulfonamidas, cefoperazona, cefotetan, ceftriaxona, furazolidona, tolbutamida

Reação similar ao dissulfiram

Aspirina e outros anti-inflamatórios não esteroides Aumentam o risco de hemorragia no estômago
Glipizida, gliburida, tolbutamida Alterações imprevisíveis dos níveis de açúcar no sangue
Diazepam, alprazolam, clordiazepóxido, clonazepam, lorazepam, oxazepam, fenobarbital, pentobarbital, temazepam Depressão do sistema nervoso central
Paracetamol e Morfina

Aumenta o risco de toxicidade do fígado e provoca dor de estômago

Insulina Hipoglicemia 
Anti-histamínicos e anti-psicóticos Aumento da sedação, comprometimento psicomotor
Antidepressivos inibidores da monoaminoxidase Hipertensão que pode ser fatal
Anticoagulantes como a varfarina Diminuição do metabolismo e aumento do efeito anticoagulante

No entanto, não é proibido beber álcool quando se tomam medicamentos, pois depende dos medicamentos e da quantidade de álcool ingerida. Quanto mais álcool for ingerido, pior vai ser o efeito da interação resultante.

Veja porque é que tomar remédio sem orientação médica pode danificar o fígado.

SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here