Alergia respiratória: sinais, sintomas e fatores de risco


As alergias respiratórias são reações de hipersensibilidade do sistema imune a substâncias que entram em contacto com o organismo, como pêlo de animais, pó ou pólen por exemplo, podendo provocar doenças como asma, rinite ou sinusite e sintomas como:

  • Muitos espirros seguidos;
  • Tosse seca e irritativa;
  • Olhos vermelhos e lacrimejando;
  • Nariz vermelho e escorrendo:
  • Ruído no peito;
  • Dificuldades para respirar;
  • Sensação de falta de ar.
Sintomas de alergia respiratória

Os agentes que geralmente causam alergia respiratória são os ácaros que se acumulam na poeira, cobertores, tapetes e cortinas, pólen das árvores, principalmente na primavera, e pêlos de animais domésticos.

O diagnóstico da alergia respiratória pode ser feito com base nos sinais e sintomas e pode ser confirmado através de testes de alergia, que são realizados no consultório médico. Este método é muito importante para identificar o agente que gera a alergia para que se possa evitar o contacto. 

Caso ocorra novamente o contacto com o alérgeno, o médico pode recomendar o uso de anti-histamínicos, como a desloratadina ou ebastina por exemplo. Em todo caso, uma consulta com um alergologista pode esclarecer muitas dúvidas. Veja mais sobre o tratamento para a alergia respiratória.

Quais os fatores de risco

Existem alguns fatores que podem aumentar o risco de desenvolver alergia respiratória, como ter histórico familiar de alergias, trabalhar num local muito exposto a mofo ou viver em uma casa com muita umidade ou com pouca ventilação.

Deixe uma resposta

Nome *
Email *
Site