Causas de ferida na boca e o que fazer

0
24


As feridas na boca podem ser provocadas por aftas, por pequenas pancadas ou irritações desta região, ou por infecções virais ou bacterianas. O herpes labial é um exemplo de infecção comum causada por vírus, que provoca pequenas bolhas que doem e ardem, na região dos lábios. Para saber mais sobre esta infecção, confira os sintomas de herpes e como curar.

Em alguns casos mais raros, principalmente quando a úlcera persiste por mais de 1 semana, também podem indicar situações mais graves, como o líquen plano, sífilis, cancro mole oral, lúpus ou úlceras provocadas por reação a certos medicamentos, como Alendronato, anti-inflamatórios ou Quimioterapias, por exemplo.

Quando a ferida na boca surge, é necessário procurar atendimento do médico ou dentista, para que possam avaliar as características da lesão e identificar o motivo da alteração. Geralmente, estas lesões desaparecem em cerca de 7 a 10 dias, quando sua causa é resolvida, entretanto, em situações mais complicadas podem necessitar de tratamento com medicamentos como antibióticos, corticóides ou imunossupressores, a depender de cada caso.

Assim, as principais causas de feridas na boca e o que fazer em cada caso são:

O que pode ser e como tratar a ferida na boca

1. Aftas

A afta, cientificamente chamada de estomatite aftosa, caracteriza-se pelo surgimento de uma ou várias úlceras arredondadas que costumam ser pequenas e arredondadas. Ela pode aparecer em qualquer local da boca, como lábio, língua, bochecha, palato ou, até mesmo, na garganta, causando muita dor e dificuldade para comer e falar. 

O surgimento da afta pode estar relacionado a mordidas, consumo de alimentos cítricos, alteração do pH da boca por má digestão, carência de vitaminas ou alergia a medicamentos e, até, pelo estresse. Já em casos de aftas recorrentes, apesar da sua causa não ser totalmente explicada, pode estar relacionada a desequilíbrios do sistema imune.

  • Como tratar: a afta pode cicatrizar-se sem a necessidade de uso de medicamentos, sendo indicado remover as suas causas desencadeantes. Em alguns casos, principalmente quando a afta é incômoda e dolorosa, pode ser indicado o uso de pomadas anestésicas, como bezocaína, corticóides tópicos, como Triancinolona ou Fluocinonida, ou agentes cicatrizantes, como Policresuleno.

Saiba mais sobre os melhores remédios para tratar a afta e opções caseiras. 

2. Herpes labial

As infecções por vírus são umas das principais causas de ferida na boca, principalmente provocada pelo herpes labial. Esta infecção é adquirida através da contaminação pelo vírus herpes simplex devido ao contato com secreções das lesões ativas de outras pessoas.

As lesões de herpes labial são caracterizada por pequenas bolhas que são dolorosas e podem estar acompanhadas de vermelhidão, coceira e ardência, que costumam desaparecer em cerca de 10 a 14 dias.

  • Como tratar: o médico poderá orientar o uso de medicamentos antivirais, como Aciclovir, em comprimido ou pomada, para agidar mais rapidamente na cura. Para aliviar a dor ou desconforto, pode também indicar preparações contendo anestésicos. 

Confira no vídeo a seguir, algumas dicas para curar o herpes:

Imagem ilustrativa do vídeo: Herpes - Alimentação para curar a ferida e prevenir a infecção

Outros tipos de vírus que também podem provocar feridas na boca são HIV, vírus Coxsackie, vírus Epstein-barr e Citomegalovírus (CMV), por exemplo. Além disso, ferimentos podem ser causados por bactérias, como as que provocam gengivite, sífilis ou cancro mole, por exemplo. A gengivite ulcerativa necrosante é uma forma mais grave de gengivite, que pode provocar grandes lesões na região da gengiva. Saiba mais sobre o que é e como tratar a gengivite ulcerativa necrosante. 

3. Machucados

Pequenos ferimentos na boca podem ser formados no dia a dia, e muitas vezes a sua causa pode passar despercebida. Alguns exemplos são aqueles formados por mordidas acidentais, uma prótese mal ajustada, aparelhos ortodônticos ou, até, por uma escovação exagerada. 

Algumas pessoas podem provocar feridas na boca pelo consumo de alimentos muito quentes ou frios, provocando uma queimadura térmica, o que é mais comum na língua ou no palato. Além disso, uma irritação também pode surgir pelo contato da mucosa com substâncias muito ácidas ou básicas, como ácido acetilsalicílico, ácido tricloroacético ou alguns produtos de cuidado oral, por exemplo. 

  • Como tratar: este tipo de ferida costuma cicatrizar em poucos dias, caso a causa tenho sido removida. O dentista poderá indica uma pomada que facilite a cicatrização, como Policresuleno, por exemplo.

Em casos de lesões que surgem frequentemente, é importante observar se existe algum hábito, como morder e coçar ou se há o uso algum produto que podem estar sendo a causa do problema.

O que pode ser e como tratar a ferida na boca

4. Outras doenças

Algumas das doenças sistêmicas relacionadas ao surgimento de feridas na boca incluem:

  • Doença de Behçet;
  • Líquen plano;
  • Pênfigo;
  • Eritema multiforme;
  • Lúpus eritematoso;
  • Doença celíaca,
  • Doença de Crohn;
  • Câncer.

Doenças auto-imunes e gastrointestinais são causas preocupantes de feridas na boca, e costumam ser mais duradouras e estar associadas a outros sintomas, como febre, perda de peso, cansaço, diarréia ou outras lesões no corpo, como na região genital, por exemplo.

  • Como tratar: o tratamento destas doenças é feito pelo médico reumatologista ou gastroenterologista, com medicamentos específicos, que podem incluir corticóides, imunossupressores ou quimioterapia, por exemplo.

Além disto, as feridas na boca podem ser causadas por reações a medicamentos, que causam inflamação na mucosa da boca e podem provocar ulcerações. Alguns medicamentos associados a este efeito são Alendronato, anti-inflamatórios, quimioterapias, Penicilamina, Sertralina, Losartan, Captopril ou Indinavir, por exemplo. O tratamento é feito com a remoção ou substituição destes remédios pelo médico.

SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here