Como combater a Obesidade Infantil


O tratamento da obesidade em crianças ou adolescentes consiste, principalmente, em fazer uma alimentação mais saudável e praticar alguma atividade física diariamente, de forma a que exista um menor número de calorias sendo armazenado, facilitando o processo de emagrecimento.

Porém, quando, mesmo assim, a criança não emagrece com estas alterações na dieta e na atividade física, é importante verificar se existem outras causas envolvidas, como problemas na produção de hormônios, por exemplo. Se após 6 meses de tratamento a criança continuar engordando ou estiver com elevado risco de complicações, como diabetes, o médico pode indicar algum medicamento para ajudar a emagrecer.

Todas estas formas de tratamento são importantes e devem ser avaliadas por um pediatra e nutricionista, em cada caso, de forma a evitar o surgimento de complicações para a saúde como diabetes, pressão alta e, até, infarto ou AVC.

Tratamento para obesidade na infância e adolescência

O que comer para emagrecer

Este é o passo mais importante para reduzir a quantidade de calorias no corpo e tem como objetivo ajudar a criança ou adolescente a fazer uma alimentação mais saudável. Alguns passos essenciais são:

  • Não passar mais de 3 horas sem comer algum alimento saudável, mas em pouca quantidade;
  • Comer frutas e legumes, pelo menos, 5 vezes por dia, o que significa comer estes alimentos em quase todas as refeições do dia;
  • Beber cerca de 1 litro de água por dia, e não tomar chá com açúcar, suco de fruta ou refrigerante;
  • Comer as refeições principais em pratos menores, para reduzir a quantidade de comida;
  • Não assistir televisão ou jogar videogame, enquanto come, para focar a atenção na alimentação.

Além disso, é importante evitar ter em casa alimentos muito calóricos, como bolos, biscoitos, pipoca doce, com muito sal ou com bacon, balas, chocolate e refrigerantes ou suco de pacote. Confira os 4 principais erros alimentares nas crianças.

Como trocar os industrializados por comida saudável

Uma das maiores dificuldades dos pais é trocar o consumo de alimentos industrializados como biscoitos, hambúrgueres, sorvetes, chocolates e fast foods, por alimentos mais naturais e saudáveis, como frutas, legumes, pão integral e queijos.

Para que este processo seja feito com sucesso, os pais devem ter bastante paciência para introduzir os alimentos saudáveis na dieta do filho. No início, deve-se pedir a criança que ela deixe pelo menos a salada estar no pratinho do almoço ou que ela pelo menos tente colocar a fruta na boca, por exemplo, sem cobrar que ela coma todo aquele alimento que foi oferecido.

Esse processo lento é importante porque a alimentação saudável deve ser uma escolha da criança, e não um motivo de briga dela com os pais. Caso comer fruta seja sempre acompanhado de gritos e promessas de castigo ou de ficar doente, a imagem da salada sempre vai ficar ligada a momentos ruins na vida da criança, e ela irá rejeitar esse tipo de alimento automaticamente. Veja algumas dicas de como fazer seu filho comer.

Exemplo do que a criança pode comer 

Seguem algumas dicas sobre que alimentos comer a cada refeição:

  • Café da manhã – comer pão em vez de cereais de chocolate, por ser mais fácil controlar a quantidade, e usar leite desnatado, pois tem menos gordura.
  • Almoço e jantar – comer legumes sempre e preferir alimentos integrais, como arroz integral, por exemplo, porque ajuda a diminuir o apetite. A carne deve ser cozida com pouca gordura ou grelhada, e as melhores opções são as de peixe ou frango. 

Para os lanches é importante ter disponível alimentos saudáveis, como leite desnatado, iogurte natural, sem açúcar, fruta com casca, pão com sementes ou torradas, por exemplo, pois é mais fácil fazer uma refeição saudável quando estão à disposição alimentos saudáveis.

Assista mais dicas para combater o excesso de peso no vídeo a seguir:

Imagem ilustrativa do vídeo: Como Ajudar Minha Criança a Emagrecer | Obesidade Infantil

O que levar para escola

Os lanches na escola normalmente são um desafio para os pais, pois é um momento em que seus filhos têm contato com os hábitos alimentares de outras famílias, que nem sempre são tão bons quanto deveriam.

No entanto, conversar com a criança e explicar a importância de cada alimento colocado na sua lancheira é uma estratégia que pode ser utilizada para que ela entenda a necessidade de comer frutas, iogurtes, biscoitos integrais e sanduíches saudáveis.

Assista ao vídeo a seguir e veja 7 dicas de lanches saudáveis para colocar na lancheira do seu filho:

Imagem ilustrativa do vídeo: LANCHES SAUDÁVEIS | Para Levar Para Escola

Como garantir a atividade física na criança

Matricular a criança ou o adolescente em aulas como karatê, futebol, jiu-jitsu, natação ou ballet, por exemplo, é muito importante para queimar a gordura acumulada e melhorar o desenvolvimento infantil, criando bons hábitos que devem ser mantidos também na vida adulta.

Se a criança ou adolescente não gostar de nenhuma atividade, pode-se experimentar fazer algum tipo de exercício com ele, como andar de bicicleta, jogar bola ou até mesmo caminhar, para que comece a gostar de se movimentar e então seja mais fácil frequentar uma escolinha de futebol, por exemplo.

Conheça outros exemplos dos melhores exercícios para praticar na infância.

Quando usar remédios para emagrecer

Os remédios para emagrecer normalmente só são utilizados após os 18 anos, no entanto, alguns médicos podem aconselhar seu uso após os 12 anos, especialmente quando o tratamento com a alteração da dieta e a prática regular de exercício físico não está apresentando resultados.

Este tipo de remédios ajuda o corpo a gastar mais calorias, a diminuir o apetite ou, então, a diminuir a absorção de nutrientes, principalmente gorduras. Durante o seu uso é muito importante manter os cuidados com a alimentação e o exercício.

Já a utilização de estimulantes, como hormônios da tireoide, anfetaminas, fenfluramina, dexfenfluramina ou efedrina está totalmente contraindicada para as crianças, pois podem causar dependência e problemas físicos, como dificuldades em respirar e mentais, como alucinações.

O tratamento para a obesidade infantil não é fácil de ser cumprido porque consiste em alterar os hábitos alimentares da criança e de toda a família, por isso, é muito importante procurar prevenir o excesso de peso na infância incentivando as crianças desde os primeiros anos de vida a fazer uma alimentação saudável.

Quantos quilos a criança pode perder por mês 

Normalmente não existe uma estimativa de quanto a criança pode perder de peso por mês, mas em geral aconselha-se que ela apenas mantenha o peso enquanto cresce em altura, o que ao longo do tempo faz com que ela saia da faixa de excesso de peso ou obesidade e volte ao peso adequado.

Além da manutenção do peso como estratégia, crianças maiores de 5 anos e adolescentes, quando orientados por médico e nutricionista, podem perder cerca de 1 a 2 kg por mês sem prejudicar o seu desenvolvimento normal e sua saúde.

Deixe uma resposta

Nome *
Email *
Site