Como identificar a Síndrome de Raynaud e como é feito o tratamento


A doença de Raynaud é caracterizada por uma alteração na circulação sanguínea das mãos e dos pés, podendo atingir também os dedos, o nariz, os lóbulos das orelhas. A coloração da pele varia bruscamente, tornando-se inicialmente pálida e fria, passando para azulada ou roxa e por fim, a pele volta a ter sua coloração avermelhada, normal.

A causa que leva a mudança súbita da cor dessas regiões é desconhecida, mas estudos revelam que pode estar associada com a exposição ao frio e com alterações emocionais bruscas e por isso esta doença é mais frequente entre as mulheres. Seu primeiro episódio acontece comumente antes dos 40 anos.

Fenômeno de Raynaud: o que é, sintomas e tratamento

Principais sintomas

O sintomas da doença de Raynaud surge na maioria das vezes em dias mais frios, quando a pessoa precisa buscar algo no congelador, ou quando entra no mar e a água está muito fria. Nesses casos, há alteração na circulação sanguínea das extremidades, como pontas dos dedos, orelhas, nariz e pés, por exemplo.

Devido à baixa quantidade de sangue que chega nas extremidades, essas regiões ficam esbranquiçadas e frias, além de poder haver sensação de formigamento. Conheça outros sintomas do fenômeno de Raynaud.

Causas da doença de Raynaud

A principal causa do fenômeno de Raynaud é a exposição constante ou prolongada ao frio, o que resulta na alteração do fluxo sanguíneo. No entanto, esse fenômeno também pode acontecer devido a outras situações, como por exemplo:

  • Poliomiosite e dermatomiosite;
  • Artrite reumatoide;
  • Síndrome de Sjögren;
  • Hipotireoidismo;
  • Síndrome do túnel do carpo;
  • Policitemia vera;
  • Crioglobulinemia.

Além disso, o fenômeno de Raynaud pode acontecer como consequência de uso de algum medicamento, uso de cigarro e realização de atividades com movimentos repetitivos, por exemplo.

Como é feito o tratamento

O fenômeno de Raynaud normalmente não necessita de tratamento específico, sendo apenas recomendado, na maioria dos casos, que a região seja aquecida para que a circulação seja ativada e restabelecida. No entanto, é importante ir ao médico caso os sintomas persistam ou as extremidades fiquem escuras, pois pode significar que está havendo morte dos tecidos devido à falta de oxigênio, podendo ser necessária a amputação da região acometida.

Para evitar a necrose, é recomendado evitar locais frios e usar luvar e meias grossas no inverno, por exemplo. Além disso, é indicado não fumar, pois a nicotina também pode interferir na circulação sanguínea, reduzindo a quantidade de sangue que chega às extremidades.

No entanto, quando as extremidades ficam constantemente frias e esbranquiçadas, o médico pode recomendar o uso de alguns remédios, como Nifedipina, Diltiazem, Prazosin ou Nitroglicerina em pomada, por exemplo.

Deixe uma resposta

Nome *
Email *
Site