Como identificar o prolapso da válvula mitral


O prolapso da válvula mitral normalmente não causa sintomas, sendo percebido apenas durante exames cardíacos de rotina. No entanto, em alguns casos pode haver dor no peito, cansaço após esforço, falta de ar e alterações nos batimentos cardíacos, sendo recomendado buscar ajuda do cardiologista para que se possa iniciar o tratamento.

Em alguns casos, o prolapso da válvula mitral pode interferir no funcionamento normal do coração, podendo resultar em sintomas de insuficiência cardíaca, como dispneia e edema, por exemplo.

Sintomas de prolapso da válvula mitral

Sintomas do prolapso da válvula mitral

O prolapso da válvula mitral é, na maioria das vezes, assintomático, no entanto podem surgir alguns sintomas, como por exemplo:

  • Dor no peito, que não é causada por doença das artérias coronárias ou ataque cardíaco;
  • Cansaço após esforços;
  • Falta de ar;
  • Tonturas e desmaios;
  • Batimentos cardíacos acelerados;
  • Dificuldade para respirar na posição deitada; 
  • Sensação de dormência nos membros;
  • Pânico e ansiedade;
  • Palpitações, sendo possível perceber os batimentos cardíacos anormais.

O sintomas do prolapso da válvula mitral, quando surgem, podem desenvolver-se lentamente, por isso, assim que forem percebidas qualquer alteração, é recomendado ir ao cardiologista para que sejam feitos exames e, assim, seja concluído o diagnóstico e iniciado o tratamento.

Diagnóstico do prolapso

O diagnóstico do prolapso da válvula mitral é feito pelo cardiologista por meio da análise do histórico clínico do paciente, sintomas apresentados e de exames, como o eco e eletrocardiograma, ausculta do coração, radiografia do tórax e ressonância magnética do coração.

Esses exames são feitos com o objetivo de avaliar os movimentos de contração e relaxamento do coração, bem como a estrutura do coração. Além disso, é por meio da ausculta do coração que o médico ouve o click mesossistólico e o sopro após o click, que é característico do prolapso da válvula mitral, concluindo o diagnóstico.

Como é feito o tratamento

Normalmente o prolapso da válvula mitral não precisa de tratamento, já que não apresenta sintomas, porém nos casos mais graves e sintomáticos, o cardiologista pode recomendar o uso de alguns medicamentos, como antiarrítmicos, diuréticos, betabloqueados ou anticoagulantes.

Além dos medicamentos, pode ser necessário em alguns casos a realização de cirurgia para reparar ou substituir a válvula mitral. Saiba mais sobre o tratamento para o prolapso da válvula mitral.

Deixe uma resposta

Nome *
Email *
Site