Como solucionar 6 problemas comuns da amamentação


Os problemas mais comuns na amamentação incluem o bico do seio rachado, o leite empedrado e as mamas inchadas e duras, que geralmente surgem nos primeiros dias após o parto ou após muito tempo a amamentar o bebê.

Normalmente, estes problemas da amamentação causam dor e desconforto para a mãe, porém, existem técnicas simples, como o bebê fazer uma boa pega na mama ou a mulher ter alguns cuidados com os seios, por exemplo, que ajudam a evitar estas situações e que podem ser facilmente resolvidos com ajuda de uma enfermeira.

Veja como solucionar cada um dos seguintes problemas:

1. Bico do seio rachado e dolorido

Quando o bico do seio fica rachado, a mulher tem uma greta e, pode apresentar dor e sangue na mama. Este problema surge devido à posição errada do bebê a mamar ou ao ressecamento do mamilo e normalmente é comum nas primeiras semanas após o parto.

Tirar e espalhar gota de leite

Tirar e espalhar gota de leite

Prega correta

Prega correta

Como solucionar: Este problema mamário comum da amamentação pode ser resolvido caso a mulher tire e espalhe uma gota de leite no mamilo após cada mamada. Se a dor for muito forte, a mãe deve retirar o leite manualmente ou com bomba e, dar ao bebê com copo ou colher até que o mamilo melhore ou cicatrize totalmente.

Existem ainda os bicos de amamentação que reduzem a dor provocada pela sucção do bebê ou ainda pomadas com lanolina na constituição que ajudam a cicatrizar o mamilo. Além disso, ajudar o bebê fazer uma pega correta enquanto amamenta é fundamental. Conheça a posição em: Posição correta para a amamentação.

2. Leite empedrado

O leite empedrado, ocorre quando o leite materno não sai, pois o ducto da mama está entupido e, a mulher sente um nódulo na mama, como se fosse um caroço, tendo a pele avermelhada nesse local e muita dor.

Como solucionar 6 problemas comuns da amamentação

Como solucionar: É importante a mãe usar roupa larga e um sutiã que apoie bem os seios sem comprimir a mama para evitar que os dutos entupam. Além disso, deve-se fazer uma massagem nos seio para retirar o leite e evitar a mastite. Veja como massagear os seio empedrados.

3. Inchaço e endurecimento da mama

Ao inchaço e endurecimento da mama, chama-se ingurgitamento mamário e ocorre quando existe uma produção elevada de leite, podendo surgir por volta do 2º dia após o parto. Nestes casos, a mulher tem febre e a mama fica avermelhada, a pele brilhante e esticada e o seio fica tão duro e inchado que amamentar torna-se muito doloroso.

Como solucionar 6 problemas comuns da amamentação

Como solucionar: Para solucionar o ingurgitamento da mama é importante dar de mamar sempre que o bebê quiser para ajudar a esvaziar a mama. Além disso, após a mamada, deve-se aplicar água fria nos seios, com uma compressa ou no banho, ajuda a diminuir o inchaço e a dor.

Quando a mulher não soluciona o ingurgitamento mamário pode ocorrer mastite, que é uma infeção do seio, que provoca sintomas como febre elevada e mal-estar, semelhante a uma gripe. Neste caso, é necessário tomar um antibiótico, prescrito pelo médico. Saiba mais sobre mastite.

4. Bico do seio invertido ou plano

Ter o bico do seio invertido ou plano, não é exatamente um problema pois o bebê precisa de abocanhar a aréola e não o bico do seio, por isso, mesmo que a mulher tenha o bico do seio invertido ou muito pequeno ela conseguirá amamentar.

Como solucionar 6 problemas comuns da amamentação
Como solucionar 6 problemas comuns da amamentação

Como solucionar: Para que a mãe com mamilos planos ou invertidos amamente com sucesso é essencial estimular o mamilo antes das mamadas. Assim, o estimulo do mamilo para que este fique mais visível, pode ser feito com a bomba de retirar o leite, devendo ser feito durante 30 a 60 segundos sempre antes de amamentar ou usar uma seringa adaptada.

Caso estas técnicas não sejam possíveis, pode-se usar bicos artificiais que são aplicados sobre o seio e que ajudam amamentar. Veja mais dicas para amamentar com mamilos invertidos.

5. Produção de pouco leite

Produzir pouco leite não deve ser visto como um problema, pois não põe em causa a saúde da mulher nem do bebê, sendo que, nestes casos, o pediatra indica o uso de leite artificial.

Como solucionar 6 problemas comuns da amamentação

Como solucionar: Para aumentar a produção de leite, deve-se deixar o bebê mamar sempre que ele quiser e por quanto tempo ele quiser, oferecendo os dois seios a cada mamada. A mãe também deve aumentar o consumo de alimentos ricos em água, como tomate ou melancia, por exemplo, e beber 3 litros de água por dia ou chá. Saiba quais são os chás menos indicados durante a amamentação.

6. Produção de muito leite

Quando existe uma produção elevada de leite, há maior risco de desenvolver fissuras, ingurgitamento mamário e mastite. Nestes casos, devido ao excesso de leite a amamentação torna-se mais difícil para a criança, mas não trará nenhum prejuízo para a saúde.

Como solucionar 6 problemas comuns da amamentação
Como solucionar 6 problemas comuns da amamentação

Como solucionar: Deve-se procurar retirar o excesso de leite com uma bomba e conservá-lo no frigorifico, podendo ser dado mais tarde ao bebê. É também importante usar sempre uma protetor de mamilo de silicone para evitar o excesso de umidade. Veja como conservar o leite.

Dicas para evitar os problemas comuns da amamentação

Para evitar alguns problemas comuns da amamentação, como o ingurgitamento mamário, a mastite e a fissura do mamilo, é fundamental ter diariamente alguns cuidados com a mama, como:

  • Lavar os mamilos apenas 1 vez ao dia com água morna, evitando usar sabão;
  • Deixar o bebê largar a mama espontaneamente ou, se necessário, colocar um dedo suavemente na boca do bebê de modo a interromper a sucção e, nunca puxando a boca do bebê do seio;
  • Aplicar uma gota de leite no mamilo e aréola, após cada mamada e após o banho, pois facilita a cicatrização;
  • Expor os mamilos ao ar, sempre que possível, no intervalo das mamadas;
  • Evitar que os mamilos fiquem úmidos, devendo-se optar pelo uso de protetores de mamilo de silicone.

Estas medidas devem ser adotadas durante o período em que a mulher amamenta e devem ser diariamente cumpridas para evitar complicações. 

Deixe uma resposta

Nome *
Email *
Site