Doença de Lyme – Tua Saúde

0
40


A doença de Lyme é uma infecção bacteriana causada pela bactéria Borrelia burgdorferi que é transmitida através da picada de um carrapato que está contaminado com a bactéria. Geralmente, o carrapato pica na pele sem o paciente se dar conta, até aparecer um dos primeiros sintomas da doença que é uma grande mancha circular avermelhada.

O diagnóstico da doença de Lyme é feito através de um exame de sangue, porém os sintomas também ajudam a identificar a doença.

A doença de Lyme tem cura quando o tratamento, que envolve o uso de antibióticos, é feito corretamente. No entanto, caso o tratamento não seja feito, podem surgir complicações como artrite, meningite ou problemas no coração.

Doença de Lyme

Doença de Lyme

Mancha circular avermelhada

Mancha circular avermelhada

Como tratar a Doença de Lyme

O tratamento para a Doença de Lyme é feito através do uso de antibiótico como Doxiciclina e, normalmente, quanto mais cedo se inicia o tratamento, mais rápida é a recuperação, evitando complicações, como problemas no coração ou artrite, por exemplo.

Esta doença, que é uma infeção causada por uma bacteriana e que é transmitida por carrapatos, leva ao aparecimento de manchas avermelhadas na pele, no local da picada e provoca sintomas semelhantes a gripe, como cansaço, dor de cabeça e no corpo. Conheça mais sintomas em: Sintomas da Doença de Lyme.

1. Antibióticos para a doença de Lyme

O tratamento para a doença de Lyme deve ser sempre indicado pelo médico e, normalmente, a infecção é tratada com antibiótico como Doxiciclina 100 mg, que deve ser tomado 2 vezes ao dia durante 2 a 4 semanas. Já, no caso de crianças e grávidas, é indicado o uso de amoxicilina ou azitromicina durante o mesmo período de tempo.

Geralmente, o antibiótico é tomado oralmente, porém, em casos mais graves é preciso ficar internado para fazer o remédio pela veia e evitar o agravamento da doença.

Além disso, as mulheres que estão amamentando, podem fazê-lo sem o bebê correr risco, pois a bactéria não passa pelo leite.

2. Fisioterapia para Doença de Lyme

Em situações graves, a doença de Lyme pode causar artrite, principalmente no joelho, que leva a dor e inchaço nas articulações. Nesses casos, o paciente pode precisar de fazer sessões de fisioterapia para recuperar a mobilidade e conseguir fazer as atividades do dia a dia sem dor.

As sessões são realizadas por fisioterapeutas e, incluem exercícios de mobilidade e alongamentos ou uso de equipamentos, segundo a gravidade do caso.

Em alguns casos, o médico pode recomendar a toma de anti inflamatórios, como Ibuprofeno por exemplo, para diminuir a inflamação das articulações.

Leia mais sobre a doença em: Doença de Lyme. 

Sintomas da Doença de Lyme

Os sintomas da doença de Lyme incluem:

  • Lesão avermelhada e redonda na pele, no local da picada do carrapato;
  • Fraqueza e cansaço;
  • Febre e calafrios;
  • Dor no corpo todo, principalmente nos músculos e articulações.

O diagnóstico da doença de Lyme é feito através de exames de sangue, por isso, na presença destes sintomas, o paciente deve ir imediatamente ao hospital para fazer o diagnóstico e começar tomando os antibióticos para tratar a doença.

Transmissão da Doença de Lyme

A doença de Lyme é causada pela bactéria Borrelia burgdorferi que está presente no sangue de diversos animais como ratos, veados ou melros, por exemplo. Quando um carrapato morde um desses animais, também fica contaminado com a bactéria, transmitindo-a para os humanos quando são mordidos pelo carrapato.

Os carrapatos são tão pequenos que o indivíduo pode não saber que foi picado, porém há um maior risco de ficar infectado quando o carrapato fica na pele por mais de 24 horas. Depois de infectado, a bactéria pode alcançar a corrente sanguínea, podendo causar artrite, meningite ou problemas no coração se não for tratada.

Os indivíduos que trabalham em áreas de floresta como caminhantes, campistas, agricultores, trabalhadores florestais ou soldados correm um maior risco de serem picados pelos carrapatos.

Para saber mais sobre a doença, consulte:

SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here