Entenda porque a solidão também faz bem à saúde


A solidão, que é a sensação de estar sozinho, normalmente é compreendida como sendo algo negativo, pois pode gerar sentimento de tristeza, alteração no bem-estar e aumentar as chances de desenvolver estresse, depressão ou ansiedade. No entanto, estar sozinho também pode trazer muitos benefícios, como aumento na criatividade e mais foco nas atividades do dia-a-dia.

O afastamento social pode ser tanto por timidez quanto por vontade de ficar só. As pessoas mais introspectivas preferem ficar sozinhas, pois conseguem relaxar a mente e, assim, ter melhor compreensão das suas emoções, foco e criatividade. 

Estar só pode não ser muitas vezes uma escolha, mas é importante ter pelo menos um momento consigo mesmo para que haja o entendimento das próprias emoções e vontades e, assim, tirar bom proveito dos momentos de solidão.

5 benefícios de ficar só

Benefícios de ficar só

Para que a solidão tenha benefícios, é preciso que a pessoa entenda a situação e faça valer a pena o momento introspectivo. Assim, os benefícios de ficar só são:

1. Aumento na criatividade

A criatividade diz respeito ao agir e pensar com sabedoria e de forma útil, ou seja, estar só estimula a mente a criar diversas possibilidades de realizar determinada tarefa ou solucionar algum problema. Essa criatividade não sofre com nenhum pensamento ou julgamento externo, é algo interior que permite um melhor entendimento do mundo, das pessoas e de si próprio.

2. Mais foco

Quando se está sozinho, o cérebro tende a relaxar e focar em coisas realmente importantes, pois não há distrações, como pessoas, trânsito, rádio ou televisão. Assim, a pessoa se torna mais produtiva, consegue realizar as tarefas mais facilmente e com mais certeza do que está fazendo.

Além disso, estar só permite que exista a reflexão sobre determinadas situações ou pessoas, o que faz com que a pessoa consiga entender melhor os sentimentos dos outros, por exemplo.

3. Amadurecimento

A solidão é importante para o processo de amadurecimento, pois quando se está sozinho não há julgamentos, ou seja, não há por que se preocupar com o que é feito ou falado. Isso cria um sentimento de confiança, independência e crescimento emocional, o que pode melhorar a relação com outras pessoas.

4. Auto-conhecimento

Estar só permite que a pessoa pense e avalie suas atitudes, desejos e pensamentos e consiga se conhecer melhor, ou seja, consegue perceber o que lhe incomoda e por que, o porquê de ter determinado pensamento sobre alguma coisa e o porquê de agir de determinada maneira. Assim, a pessoa consegue se conectar consigo mesma, estabelecer seus princípios e agir de acordo com eles.

5. Liberdade 

A liberdade significa tomar decisões e realizar atividades sem que haja aprovação de outra pessoa. É fazer o que quer quando quer, sem se preocupar se outras pessoas também vão fazer ou o que acham e se sentir bem com isso.

Sinais de quem prefere ficar sozinho

As pessoas que preferem estar sozinhas geralmente apresentam características como:

  • Preferência por ambientes silenciosos;
  • Não costumam falar muito, apenas o necessário;
  • Poucos laços de amizade, porém duradouros;
  • As relações sociais tendem a ser mais profundas;
  • Se sentem desconfortáveis em ambientes com muitas pessoas;
  • Não gostam que mexam nas suas coisas;
  • Apego às coisas materiais;
  • Costumam ouvir mais.

Apesar de preferirem estar sozinhas, as pessoas consideradas antissociais também se sentem bem e conseguem interagir quando estão perto de outras pessoas.

Quando a solidão pode ser negativa

A solidão pode ser negativa quando a pessoa se sente abandonada por todos, o que pode levar a alterações na pressão e no peso, maior chance de dependência de álcool ou medicamentos e aumento na irritabilidade. Veja quais são as 8 consequências da solidão para saúde.  

A solidão pode também favorecer o surgimento de alguns sintomas como falta de disposição para realizar as atividades diárias, falta de apetite e tristeza o tempo todo, o que pode ser sinal de depressão, sendo indicado ir ao psiquiatra ou psicólogo. Saiba quais são os sintomas que indicam a depressão.

Deixe uma resposta

Nome *
Email *
Site