Exame da fosfatase alcalina: o que é e para que serve

0
16


O exame da fosfatase alcalina é geralmente utilizado para investigar doenças no fígado ou nos ossos, quando estão presentes sinais e sintomas como dor no abdômen, urina escura, icterícia ou deformações e dor ósseas, por exemplo. Pode também ser realizado como exame de rotina, juntamente com outros exames, de forma a avaliar a saúde do fígado.

A fosfatase alcalina é uma enzima que está presente em diversos tecidos do corpo, estando em maior quantidade nas células dos ductos biliares, que são canais que conduzem a bile do interior do fígado para o intestino, fazendo a digestão das gorduras, e nos ossos, sendo produzida pelas células envolvidas na sua formação e manutenção.

Embora em quantidades mais baixas, a fosfatase alcalina está também presente na placenta, rim e intestino, podendo por isso estar elevada na gravidez ou em casos de insuficiência renal.

Saiba o que significa fosfatase alcalina alta ou baixa

Para que serve

O exame da fosfatase alcalina serve para investigar distúrbios hepáticos ou ósseos e o seu resultado pode identificar:

1. Fosfatase alcalina alta

A fosfatase alcalina pode estar elevada quando existem problemas no fígado como:

  • Obstrução do fluxo biliar, provocados por cálculos biliares ou câncer, que bloqueiam os canais que conduzem a bile para o intestino;

  • Hepatite, que é uma inflamação no fígado que pode ser provocada por bactérias, vírus ou produtos tóxicos;

  • Cirrose, que é uma doença que conduz à destruição do fígado;

  • Consumo de alimentos gordurosos;

  • Insuficiência renal.

Além disso, esta enzima pode estar muito alta em situações em que há um aumento da atividade de formação óssea, como em alguns tipos de câncer nos ossos ou em pessoas com doença de Paget, que é uma doença que se caracteriza pelo crescimento anormal de determinadas partes dos ossos. Saiba mais sobre a doença de Paget.

Também podem ocorrer alterações ligeiras durante períodos de cicatrização de fraturas, gravidez, AIDS, infecções intestinais, hipertireodismo, linfoma de Hodgkin, ou mesmo após uma refeição rica em gorduras.

2. Fosfatase alcalina baixa

Os níveis de fosfatase alcalina raramente estão baixos, no entanto esta enzima pode estar diminuída nas seguintes situações:

  • Hipofosfatasia, que é uma doença genética que provoca deformações e fraturas nos ossos;

  • Desnutrição;

  • Deficiência de magnésio;

  • Hipotireodismo;

  • Diarreia grave;

  • Anemia severa.

Além disso, alguns remédios como a pílula anticoncepcional e remédios para terapia de reposição hormonal usados na menopausa, podem também provocar uma ligeira diminuição nos níveis de fosfatase alcalina.

Quando fazer o exame

O exame da fosfatase alcalina deve ser feito quando estão presentes sinais e sintomas de distúrbios do fígado como aumento do abdômen, dor no lado direito do abdômen, icterícia, urina escura, fezes claras e coceira generalizada.

Além disso, este exame também é indicado para pessoas que tenham sinais e sintomas a nível dos ossos como dor óssea generalizada, deformações ósseas ou que tenham sofrido fraturas.

Saiba o que significa fosfatase alcalina alta ou baixa

Como é feito o exame

O exame pode ser realizado num laboratório, onde um profissional de saúde retira cerca de 5 ml de uma amostra de sangue de uma veia do braço, que é colocada num recipiente fechado, para ser analisado.

Valores de referência

Os valores de referência do exame da fosfatase alcalina variam com a idade, devido ao crescimento:

Crianças e adolescentes:

  • < 2 anos:  85 – 235 U/L
  • 2 a 8 anos:  65 – 210 U/L
  • 9 a 15 anos:  60 – 300 U/L
  • 16 a 21 anos:  30 – 200 U/L

Adultos:

Na gravidez, os valores sanguíneos da fosfatase alcalina podem estar ligeiramente alterados, devido ao crescimento do bebê e porque esta enzima está também presente na placenta.

Juntamente com este exame, pode também ser realizado o exame a outras enzimas encontradas no fígado como a alanina aminotransferase, aspartato aminotransferase, gama glutamil transpeptidase e bilirrubinas, exames de imagem ou mesmo uma biópsia ao fígado. Veja como são feitos estes exames.

SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here