Exame toxicológico: para que serve e quais as substâncias podem ser detectadas

0
10


O exame toxicológico é um exame laboratorial que tem como objetivo verificar se a pessoa consumiu ou esteve exposta a algum tipo de substância tóxica ou droga nos últimos 90 ou 180 dias, sendo esse exame obrigatório desde 2016 para emissão ou renovação da carteira de motorista das categorias C, D e E, devendo ser realizado em laboratórios autorizados pelo DETRAN.

Apesar de ser muito utilizado no processo de emissão e renovação da habilitação, o exame toxicológico também pode ser realizado no hospital quando houver suspeita de envenenamento por susbtâncias tóxicas ou ansiolíticos, por exemplo, informando em algumas situações o grau de exposição a essa substância. Saiba o que fazer em caso de envenenamento.

O proço do exame toxicológico varia de acordo com o laboratório em que será feito o exame, podendo variar entre R$200 e $400,00, e o resultado é liberado em mais ou menos 4 dias.

O que é o exame toxicológico e como é feito

Quais substâncias podem ser detectadas

O exame toxicológico é feito com o objetivo de identificar a presença de diversas substâncias no organismo nos últimos 90 ou 180 dias, dependendo do material coletado, como por exemplo:

  • Maconha;
  • Haxixe;
  • LSD;
  • Ecstasy;
  • Cocaína;
  • Heroína;
  • Morfina;
  • Crack.

Esse exame, porém não detecta o uso de antidepressivos, esteroides ou anabolizantes, devendo ser feito outro tipo de análise caso seja necessário verificar se a pessoa faz uso dessas substâncias. Veja quais são os tipos, efeitos e consequências das drogas para a saúde.

Como é feito

O exame toxicológico também pode ser chamado de exame toxicológico de larga janela de detecção, isso porque permite identificar quais as substâncias que a pessoa fez uso ou entrou em contato nos últimos 3 ou 6 meses e indicar a concentração dessas subtâncias no organismo.

O exame pode ser feito com vários tipos de materiais biológicos, como sangue, urina, saliva, cabelo ou pêlos, sendo estes dois últimos os mais utilizados. No laboratório, um profissional capacitado para a atividade realiza a coleta do material da pessoa e envia para a análise, que varia de acordo com cada laboratório, já que existem várias técnicas para detecção de substâncias tóxicas no organismo.

Dependendo do material coletado, é possível obter diferentes informações, como por exemplo:

  • Sangue: permite a detecção do consumo de drogas nas últimas 24 horas;
  • Urina: detecção do consumo de substâncias tóxicas nos últimos 10 dias;
  • Suor: identifica se houve uso de drogas no último mês;
  • Cabelo: permite a identificação do consumo de drogas nos últimos 90 dias;
  • Pêlos: detecta o uso de drogas nos últimos 6 meses.

O cabelo e os pêlos são os materias que melhor fornecem informações relacionadas ao contato com substâncias tóxicas, isso porque a droga quando consumida se espalha rapidamente pelo sangue e acaba por nutrir os bulbos capilares, sendo assim possível a detecção do consumo de drogas.

SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here