Fisioterapia com ultrassom: o que é e como é feita


O tratamento de fisioterapia com ultrassom pode ser feito para tratar inflamação das articulações e dor lombar, por exemplo, já que é capaz de estimular a cascata inflamatória e diminuir a dor, o inchaço e os espasmos musculares.

A fisioterapia com ultrassom pode ser feita de duas formas:

  • Ultrassom contínuo, cujo tratamento é feito sem interrupções e que produz efeitos térmicos, alterando o metabolismo e a permeabilidade das células, auxiliando na cicatrização das feridas e diminuindo o inchaço, sendo também mais eficaz no tratamento de lesões crônicas;
  • Ultrassom pulsátil, em que é feito com pequenas interrupções, não produz efeitos térmicos, mas também é capaz de estimular a cicatrização e diminuir os sinais inflamatórios, sendo mais indicado no tratamento de lesões agudas.

A fisioterapia com ultrassom é um tipo de tratamento muito eficaz e que não causa dor. A quantidade de sessões de fisioterapia variam de acordo com o tipo e grau da lesão.

Para que serve o tratamento de fisioterapia com ultrassom

Para que serve

A fisioterapia com ultrassom é feita com o objetivo de aumentar o fluxo sanguíneo local e assim favorecer a cascata inflamatória, reduzindo o inchaço e estimulando as céluas inflamatórias, promovendo assim a cicatrização, remodelação do tecido e diminuindo o edema, dores e os espasmos musculares.

O tratamento de fisioterapia com ultrassonografia é indicado para o tratamento de:

  • Artrose;
  • Inflamação das articulações;
  • Dor lombar;
  • Bursite;
  • Doenças ou dores crônicas ou agudas;
  • Espasmos musculares.

Esse tipo de tratamento, porém, não deve ser utilizado em algumas situações, como por exemplo em caso de osteoporose avançada, presença de próteses, gravidez, neoplasias e áreas tratadas com radioterapia ou que apresentam varizes, devendo ser escolhida outra opção de tratamento fisioterápico.

Como é feita

O tratamento com ultrassom promove a liberação de calor para os tecidos, como tendões, músculos e articulações, diminuindo os sintomas de inflamação e promovendo a regeneração do tecido. Esse tratamento não é doloroso, não tem efeitos colaterais e é feito por meio de um transdutor capaz de gerar correntes elétricas de frequências alternadas e capazes de penetrar o tecido e estimular o fluxo sanguíneo da região.

As ondas sonoras liberadas por meio do transdutor penetram o tecido de acordo com o tipo de meio que se está usando, ou seja, gel ou loção, qualidade do transdutor, superfície de tratamento e do tipo de lesão que será tratada. Normalmente os ossos e a região de ligação dos tendões possuem baixa capacidade de absorção sendo recomendada a realização de outro tipo de tratamento ou a utilização de uma frequência mais baixa do ultrassom.

A capacidade de penetração das ondas no tecido é inversamente proporcional à frequência aplicada, podendo variar entre 0,5 e 5 MHz, sendo a frequência normalmente utilizada entre 1 e 3 MHz. Dessa forma, quando o tratamento é feito utilizando-se uma frequência de 3 MHz, por exemplo, a capacidade de penetração da onda no tecido fica em torno de 1cm.

Deixe uma resposta

Nome *
Email *
Site