Icterícia no adulto: causas, diagnóstico e tratamento


Icterícia é caracterizada pela coloração amarelada da pele, das mucosas e da parte branca dos olhos, chamadas de escleras, devido ao aumento da bilirrubina na corrente sanguínea, um pigmento de cor amarela que resulta da destruição dos glóbulos vermelhos no sangue

A icterícia no adulto é, geralmente, provocada por doenças que afetam o fígado, como hepatites, obstrução das via biliares, como por um cálculo, ou doenças que causam destruição dos glóbulos vermelhos, como anemia falciforme ou esferocitose, por exemplo. Já nos recém-nascidos, a causa mais comum é a icterícia fisiológica, provocada pela imaturidade do fígado. Confira o que causa e como tratar a icterícia neonatal. 

O tratamento é feito de acordo com a causa, e pode incluir o tratamento de infecções com antibióticos, retirada de cálculos biliares por cirurgia ou medidas para combater uma hepatite, por exemplo. 

O que causa a icterícia em adultos e como tratar

Quais são as causas

A bilirrubina é um pigmento de coloração amarelada que surge como resultado da degradação dos glóbulos vermelhos, sendo metabolizada e eliminada pelo fígado, em conjunto com a bile, através do intestino. A icterícia pode surgir quando há alterações em qualquer fase deste processo de produção até a eliminação.

Assim, o excesso de bilirrubina no sangue pode acontecer por 4 motivos principais:

  • Destruição aumentada dos glóbulos vermelhos, o que acontece devido a doenças sanguíneas como anemia falciforme, esferocitose ou anemia hemolítica, por exemplo, ou infecções como a malária
  • Alterações no fígado que prejudicam a capacidade de captar a bilirrubina do sangue ou de metabolizar este pigmento, devido a hepatites, efeitos colaterais de certos medicamentos, como Rifampicina, jejum prolongado, alcoolismo, exercício intenso ou doenças genéticas como síndrome de Gilbert ou síndrome de Crigler-Najjar;
  • Alterações nas vias biliares dentro ou fora do fígado, chamadas de icterícia colestática ou obstrutiva, que impedem a eliminação da bilirrubina junto com a bile, devido a cálculos, estreitamentos ou tumores nas vias biliares, doenças auto-imunes como colangite biliar primária, ou por síndrome hereditárias como síndrome de Dubin-Johnson;
  • Outras condições que interferem em mais de uma fase do metabolismo da bilirrubina, como um infecção generalizada, cirrose hepática, hepatites ou na icterícia neonatal. 

A bilirrubina aumentada pode ser de 2 tipos, chamada de bilirrubina indireta, que é a hemoglobina livre, ou bilirrubina direta, quando já sofreu uma alteração no fígado, chamada de conjugação, para poder ser eliminada junto com a bile pelo intestino. 

Como identificar

A coloração amarelada da pele e mucosas na icterícia surge quando os níveis de bilirrubina no sangue ultrapassam 2 mg/dL. Entenda como identificar a bilirrubina alta no exame de sangue.

Ela pode ser acompanhada de outros sinais e sintomas, como a urina escura, chamada de colúria, ou fezes esbranquiçadas, chamadas de acolia fecal, que surgem especialmente quando há aumento da bilirrubina direta. Valores altos deste pigmento no sangue pode ser irritativo para a pele, o que causa intensa coceira.

Além disso, sintomas que indicam a causa da icterícia também podem estar presentes, como dor abdominal e vômitos na hepatite, palidez e cansaço nas doenças que causam destruição dos glóbulos vermelhos ou febre em caso de infecções, por exemplo.

Como é feito o tratamento

Para tratar a icterícia, é necessário tratar a doença que levou ao seu surgimento. Geralmente, o tratamento é orientado pelo gastroenterologista, hepatologista ou hematologista, e poderá incluir medidas para desobstruir as vias biliares, uso de medicamentos para combater infecções, interrupção de medicamentos tóxicos ao fígado ou imunossupressores para controlar doenças que causam hemólise, po exemplo. 

O médico também poderá orientar medidas protetoras, como ingerir muita água e diminuir o consumo de comidas gordurosas para evitar o desconforto abdominal. Para controlar a coceira causada pelo excesso de bilirrubina, podem ser indicados medicamentos como anti-histamínicos ou colestiramina. 

Deixe uma resposta

Nome *
Email *
Site