Meralgia parestésica: o que é, sintomas e como tratar

0
20


A meralgia parestésica é uma doença caracterizada pela compressão do nervo femoral lateral da coxa, levando principalmente à diminuição da sensibilidade da região lateral da coxa, além de dor e sensação de queimação.

Essa doença acontece com mais frequência em homens, no entanto pode ser bastante comum em gestantes, pessoas obesas ou que usam muitas roupas apertadas, comprimindo o nervo e causando dor na coxa.

O diagnóstico é feito principalmente baseado nos sintomas descritos pela pessoa e o tratamento é feito com o objetivo de aliviar os sintomas, sendo recomendado por exemplo a perda de peso e o uso de roupas mais folgadas. A cirurgia para descomprimir o nervo só é indicada quando os sintomas são persistentes e não melhoram com o tratamento convencional.

Principais causas da meralgia parestésica e como é feito o tratamento

Principais causas

A meralgia parestésica pode acontecer devido a qualquer situação que possa fazer compressão no nervo da coxa. Assim, as principais causas dessa condição são:

  • Sobrepeso ou obesidade;
  • Uso de cintas ou roupas muito apertadas;
  • Gravidez;
  • Esclerose múltipla;
  • Após cirurgias do quadril, região abdominal e inguinal;
  • Síndrome do túnel do carpo, em que há comprometimento de nervos periféricos;
  • Pancada direta na coxa, acometendo o nervo.

Além dessas causas, a meralgia parestésica pode acontecer quando se senta com as pernas cruzadas ou durante exercício físico, por exemplo, causando a sensação de dormência ou formigamento, mas que desaparece ao descruzar as pernas ou ao parar o exercício.

Como tratar

O tratamento da meralgia parestésica é feito com o objetivo de aliviar os sintomas, podendo ser feito com o uso de analgésicos e anti-inflamatórios, por exemplo. Dependendo da causa, podem ser indicadas medidas específicas, como por exemplo a perda de peso, caso a meralgia consequência da obesidade, ou uso de roupas mais folgadas, caso aconteça devido ao uso de cintos ou roupas muito apertadas.

É indicado também para as pessoas que têm meralgia parestésica que, caso fiquem muito tempo em pé, busquem apoiar o pé em algo, como um banco baixo, por exemplo, para descomprimir um pouco o nervo e aliviar um pouco os sintomas.

Além disso, pode ser indicada a realização de fisioterapia ou acupuntura, que é feita a partir da aplicação de agulhas em pontos específicos da coxa com o objetivo de diminuir a compressão do nervo e aliviar os sintomas. Saiba o que é a acupuntura e como funciona.

Caso o tratamento com fisioterapia, acupuntura ou medicamentos não sejam suficientes ou caso a dor seja muito intensa, é indicada a realização de cirurgia para descomprimir o nervo e, assim, melhorar a sensação de dormência, formigamento e queimação.

Sintomas da meralgia parestésica

A meralgia parestésica é relativamente comum e é caracterizada principalmente pela sensação de formigamento ou dormência na parte lateral da coxa, além de dor e sensação de queimação desde o quadril até o joelho. 

Os sintomas geralmente pioram quando a pessoa fica em pé por muito tempo ou anda muito e aliviam quando a pessoa se senta, deita ou massageia a coxa. Apesar dos sintomas, não há alteração da força muscular ou relacionadas ao movimento.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da meralgia parestésica é principalmente clínico, em que o médico avalia os sintomas descritos pela pessoa. Além disso, o médico pode solicitar exames complementares para confirmar o diagnóstico e excluir outras doenças, como o raio-X do quadril e da região pélvica, ressonância magnética e a eletroneuromiografia, que é capaz de avaliar a condução de um impulso elétrico no nervo e, assim, verificar a atividade do músculo. Entenda como é feito o exame de eletroneuromiografia.

SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here