O que é Artrose no Quadril, causas e Exercícios


A artrose no quadril é um tipo de desgaste nesta articulação, que provoca sintomas como dor localizada no quadril, que surge principalmente ao andar ou permanecer sentado.

Esta doença causa degeneração das cartilagens, sendo que é muito comum surgir no quadril, pois é uma região que sustenta boa parte do peso do corpo e que está sempre em movimento e, geralmente, acontece em pessoas acima dos 45 anos, mas também pode acontecer em pessoas mais jovens.

O tratamento deve ser indicado pelo ortopedista, e consiste no alívio dos sintomas com uso de medicamentos e fisioterapia. A cirurgia pode ser feita em último caso, quando não há melhora com o tratamento clínico, feita através da raspagem da parte inflamada ou da substituição da cartilagem pela prótese de quadril. 

Artrose no quadril: Sintomas e opções de Tratamento

A artrose do quadril também pode ser chamada de osteoartrose ou coxartrose.

Principais sintomas da Artrose no Quadril

Os principais sintomas da artrose de quadril incluem:

  • Dor no quadril, que piora ao andar, ficar sentado por muito tempo ou deita-se de lado sobre a articulação afetada;
  • Andar mancando, precisando de bengala para apoiar melhor o peso do corpo;
  • Pode haver sensação de dormência ou formigamento nas pernas;
  • A dor pode ir do quadril até o joelho na parte interna da perna;
  • Pode haver dor em queimação na batata da perna;
  • A dor pode piorar à noite;
  • Pode haver rigidez pela manhã;
  • Creptação no quadril pode estar presente, e a pessoa pode sentir ‘areia’ ao mexer a articulação.
  • Pode haver dificuldade de cortar as unhas dos pés, calçar meias, amarrar o sapato e levantar da cadeira, cama ou sofá que sejam mais baixos.

Esta doença é causada pelo desgaste da articulação do quadril, geralmente em pessoas geneticamente predispostas, que acontece com a idade avançada, mas a artrose de quadril também pode surgir em jovens, devido a traumatismos locais causado por esportes, como corrida e levantamento de peso, por exemplo. 

Em algumas pessoas, os sintomas podem ser tão intensos, que podem incapacitar as atividades do dia a dia e, até, ser motivo para aposentadoria. Mas, para evitar isso, é necessário seguir o tratamento e acompanhamento médico rigorosamente.

Diagnóstico

O diagnóstico de osteoartrose de quadril é feito pelo médico ortopedista após avaliar os sintomas e verificar o raio-X do quadril. Algumas palavras que podem estar escritas no laudo do Raio-X, e que sugerem artrose de quadril são: estreitamento do espaço articular, esclerose subcondral, osteófitos marginais, cistos ou geodos. 

Outros exames que o médico pode pedir são tomografia computadorizada, que pode dizer se existe um tumor ósseo, e a ressonância magnética, que pode servir para avaliar o estado da cabeça do fêmur. 

Tratamentos para Artrose no Quadril

As principais formas de tratamento são:

1. Mudanças de hábitos 

Algumas mudanças que podem ser úteis para alívio da dor e da piora do quadro são, diminuir a frequência ou intensidade da atividade física que está causando a artrose, reduzir o peso e usar uma bengala, apoiando-a sempre na mão oposta ao lado da dor para diminuir a sobrecarga no quadril. 

2. Remédios

Medicamentos analgésicos, prescritos pelo médico como dipirona ou paracetamol, podem ser usados até 4 vezes ao dia, para aliviar os sintomas. Quando os sintomas são muito intensos, pode ser feito o uso de analgésicos mais potentes, como tramadol, codeína e morfina, além de injeção de corticóides diretamente no quadril. 

Os anti-inflamatórios, como diclofenaco e cetoprofeno, ou corticóides, como a prednisona são indicados somente em períodos de piora dos sintomas, e não devem ser tomados de rotina, devido ao risco de causar lesão renal e úlcera no estômago.

Ainda é possível utilizar suplementos como colágeno hidrolisado, glicosamina ou condroitina, que atuam para ajudar a renovar a cartilagem e melhorar a artrose em algumas pessoas.

3. Fisioterapia

O tratamento fisioterapêutico pode ser feito com o uso de aparelhos que aliviam a dor, uso de bolsas térmicas, massagens, tração manual e exercícios, para melhorar a amplitude, lubrificação e função da articulação, devendo ser feita diariamente ou, pelo menos, 3 vezes por semana.

Os exercícios, como hidroginástica, Pilates, bicicleta ou outros exercícios que não piorem a dor são importantes para fortalecer a musculatura e proteger as articulações do corpo. Assim, é recomendado fortalecer os músculos da coxa, e fazer alongamentos, exercícios funcionais. Os exercícios podem ser iniciados com faixas elásticas, mas é importante ir aumentando o grau de dificuldade usando pesinhos que podem chegar até 5kg em cada perna. Veja alguns exercícios que também são indicados para artrose no quadril nesse vídeo:

Imagem ilustrativa do vídeo: Exercícios para ARTROSE NO JOELHO

4. Cirurgia 

A cirurgia para artrose deve ser feita quando os outros tratamentos não são suficientes para controlar a dor. Consiste em retirar a cartilagem danificada parcialmente ou completamente, e, em alguns casos, é necessária sua substituição por uma prótese de quadril.

Após o procedimento, é necessário realizar repouso cerca de 10 dias, o que varia de acordo com a necessidade de cada pessoa. Nos casos em que é feita a colocação de prótese no quadril, a recuperação é mais demorada, sendo necessário persistir com a realização de fisioterapia por cerca de 1 ano ou mais, para que os movimentos sejam recuperados da melhor forma. Veja o que fazer para acelerar a recuperação após prótese de quadril.

Porque acontece a artrose de quadril 

A artrose no quadril acontece devido ao desgaste natural dessa articulação, por causa da idade, ou devido a traumatismos frequentes, como corridas de longa distância, por exemplo. Nestes casos, a cabeça do fêmur que se encaixa perfeitamente no acetábulo do quadril deixa de ficar completamente encaixada. A superfície articular ficar irregular e áspera, e dá origem a osteófitos, o que causa dor e diminuição da capacidade de movimentação. 

Algumas situações que favorecem a instalação da osteartrose de quadril são:

  • Artrite reumatóide,
  • Espondilite anquilosante;
  • Diabetes;
  • Artrite séptica;
  • Displasia do quadril;
  • Traumatismo no local ou traumatismo de repetição (corrida).

Assim, é importante manter estas situações controladas para conseguir eliminar a dor e evitar a progreção da artrose.

É muito comum uma pessoa que tem artrose de um local, tenha em outros também, como nos joelhos ou ombros, por exemplo. Saiba, em mais detalhes, o que causa e o que fazer em caso de artrose. 

Deixe uma resposta

Nome *
Email *
Site