O que é e quais os sintomas da prostatite


A prostatite caracteriza-se por uma inflamação da próstata, o que leva a um aumento do seu tamanho, podendo causar sintomas como dor, queimação ao urinar, febre, entre outros.

Geralmente, a prostatite é causada por uma infecção bacteriana e, na maior parte das vezes, o tratamento consiste na administração de antibióticos, analgésicos e anti-inflamatórios.

O que é e quais os sintomas da prostatite

Quais os sintomas

Os sintomas mais comuns que podem indicar uma prostatite, que é a inflamação da próstata, são principalmente a diminuição da força do jato de urina e dor ao urinar.

Uma vez que os sintomas de prostatite são muito semelhantes aos de outros problemas na próstata, assinale os seus sintomas e veja qual o seu risco de ter um problema na próstata:

Além dos sintomas indicados, a prostatite também pode causar febre e calafrios, especialmente se a prostatite for causada por uma infecção. Porém, a única forma de confirmar o diagnóstico é consultar um urologista para fazer exames como exame de sangue, urina ou até uma ultrassonografia.

Como aumenta a frequência da vontade em urinar, pode haver presença de sangue na urina e, é comum o desenvolvimento de impotência devido à dor constante. No entanto, esses também podem ser sintomas de infecção urinária no homem.

Possíveis causas

Embora existam diferentes causas que podem resultar na inflamação da próstata, a maioria das prostatites é causada por uma infecção, especialmente por bactérias como Escherichia coli ou Proteus mirabilis. Por esse motivo, é relativamente comum que a prostatite seja tratada com o uso de antibióticos, que devem ser indicados pelo urologista.

Em alguns casos, a prostatite pode ser causada por uma cirurgia ou lesão na região e existem ainda situações em que não é possível identificar a causa.

O que é e quais os sintomas da prostatite

Classificação da prostatite

A prostatite pode ser classificada em:

  • Tipo I – Prostatite bacteriana aguda;
  • Tipo II – Prostatite bacteriana crônica;
  • Tipo III A – Síndrome de dor pélvica, também conhecida por prostatite crônica inflamatória;
  • Tipo III B – Prostatite crônica não inflamatória, síndrome de dor pélvica ou prostatodinia;
  • Tipo IV – Prostatite inflamatória assintomática.

Geralmente, a prostatite aguda e crônica apresentam os mesmo sintomas, sendo que se considera crônica a prostatite cujos sintomas permanecem por mais de 3 meses.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico de prostatite é feito tendo em consideração os sintomas referidos pelo paciente e que normalmente estão relacionados com dificuldade em urinar.

Além disso, o médico pode indicar coleta de sangue, urina e de líquido prostático e recomendar a realização de exames como a fluxometria, toque retal, exame de sangue ao PSA ou mesmo a realização de biópsia para confirmar a causa do aumento da próstata.

Assista o vídeo seguinte e veja quais os exames que podem ser feitos para avaliar a saúde da próstata:

Imagem ilustrativa do vídeo: PRÓSTATA: Sintomas e Problemas

Em que consiste o tratamento

O tratamento para prostatite deve ser sempre indicado por um urologista que, na maioria dos casos, identifica uma infecção e, por isso, prescreve o uso de antibióticos em comprimidos ou, em casos mais graves, remédios que são aplicados diretamente na veia, no hospital.

Além disso, o médico pode também prescrever analgésicos e anti-inflamatórios para aliviar os sintomas ou bloqueadores alfa, como a tansulosina, que ajuda a relaxar o colo da bexiga e as fibras musculares onde a próstata se junta à bexiga.

Na prostatite bacteriana crônica, o tratamento com antibióticos é mais longo, sendo realizado durante cerca de 3 meses, porém, quando os antibióticos não tratam a inflamação, pode ser necessário fazer uma cirurgia para remover o abcesso prostático que causa os sintomas.

Saiba mais sobre o tratamento da prostatite.

Deixe uma resposta

Nome *
Email *
Site