Remédio para micose: opções de pomadas, loções e comprimidos


Os principais remédios indicados para tratar a micose da pele, unhas, couro cabeludo, pés e virilhas incluem antifúngicos em pomadas, cremes, loções e sprays, apesar de em alguns casos ser necessário o uso de comprimidos. Existem diversas opções, e alguns dos mais utilizados incluem Terbafilina, Fluconazol, Clotrimazol, Miconazol ou Itrazonazol, por exemplo.

O tratamento é orientado pelo médico de acordo com o tipo de micose e a gravidade das lesões formadas, e costuma durar cerca de 1 a 4 semanas, no entanto, pode durar meses nos casos de micose de couro cabeludo ou das unhas por exemplo.

As micoses mais comuns que afetam as pessoas são conhecidas como tinha, micose de unha, frieira, candidíase, pano branco e micose de virilha, por exemplo, e todas são provocadas por fungos que vivem no ambiente e podem causar lesões na pele quando conseguem driblar as barreiras de proteção do organismo. Saiba quais são os principais tipos de micose da pele e como tratar. 

Melhores remédios para micose da pele e unhas

1. Micose da pele

As micoses da pele, seja da virilha, candidíase, pano branco, frieira ou impengem, que são as mais conhecidas, são tratadas com antifúngico tópicos, e alguns das principais opções que podem ser indicados pelos médicos são:

  • Naftifina (1% creme ou gel)
  • Terbinafina (1% creme ou solução)
  • Butenafina (1% creme)
  • Clotrimazol (creme 1%, solução ou loção)
  • Econazol (1% creme)
  • Cetoconazol (1% creme, xampu)
  • Miconazol (2% creme, spray, loção ou pó)
  • Oxiconazol (1% creme ou loção)
  • Sulconazol (1% creme ou loção)
  • Ciclopirox (1% creme ou loção)
  • Tolnaftat (1% creme, solução ou pó).

Geralmente, o tratamento dura de 1 a 4 semanas. O medicamento utilizado e o tempo de tratamento são determinados pelo médico, de acordo com o tipo da lesão apresentada por cada pessoa. 

É importante passar o remédio cerca de 3 a 4 centímetros além das bordas da micose e após a aplicação é importante deixar a pele absorver todo o produto para então vestir-se ou calçar-se.

Em alguns casos, principalmente quando as lesões são graves ou ocupam uma grande área, podem ser necessário uso dos medicamentos nas versões em comprimifo, como Terbafilina 250mg ou Fluconazol 150mg, por exemplo. Confira mais dicas em como tratar a micose.

2. Micose da barba ou couro cabeludo

Nestes casos, o uso de pomadas não é suficiente para tratar corretamente, por isso, além das pomadas, cremes ou loções utilizadas na micose da pele, o médico também indicará o uso de comprimidos. 

Algumas opções de comprimido indicadas incluem Terbafilina 250mg, Flucanozol 150mg  ou Itraconazol 100mg, por exemplo, por cerca de 90 dias. 

3. Micose da unha

O tratamento da micose da unha é o mais prolongado, e pode durar de 6 meses a 1 ano, sobretudo em casos de micose da unha dos pés, que têm um crescimento mais lento. A principal forma de tratamento é com uso de esmaltes e loções, como o a base de amorolfina, que pode ser aplicado na unha afetada 1 a 2 vezes na semana.

Para um tratamento eficaz, principalmente quando o comprometimento da unha é mais grave, o médico poderá indicar comprimidos como Fluconazol 150 mg ou Itraconazol 100mg por 6 meses a 1 ano, a depender da gravidade da lesão ou resposta ao tratamento.

Outra opção mais cômoda é o tratamento com laser, chamado de terapia fotodinâmica, realizado em sessões semanais por 1 a 3 meses, capaz de eliminar o fungo e promover o crescimento da unha. Saiba mais em tratamento para micose da unha. 

Melhores remédios para micose da pele e unhas

 Opções de remédios caseiros

O uso de remédios caseiros como o alho ou sálvia, por exemplo, pode ser útil para complementar o tratamento clínico da micose, mas estes remédios caseiros não devem ser utilizados exclusivamente para tratar qualquer tipo de micose. Confira algumas receitas caseiras em tratamento caseiro para micose.

Além disso, são recomendados alguns hábitos que podem ajudar a combater a micose e facilitar a recuperação, como:

  • Manter a região limpa e seca;
  • Evitar permanecer com roupas ou sapatos molhados ou úmidos;
  • Não compartilhar peças de roupas ou calçados;
  • Evitar andar descalço em locais públicos, principalmente aqueles com maior umidade, como saunas e banheiros.

Além disso, é necessário observar se os animais da casa apresentam lesões sugestivas de micose, pois é possível que eles estejam transmitindo fungos, o que provocará novas infecções no futuro.

Deixe uma resposta

Nome *
Email *
Site