Remédios para tratar a Tireoide: nomes, efeitos e como usar


Levotiroxina, Propiltouracil ou Metimazol são alguns dos remédios usados no tratamento de desordens da tireoide, pois ajudam a regular o funcionamento desta glândula. 

A tireoide pode sofrer de doenças que fazem com que o seu funcionamento seja exagerado, gerando o hipertireoidismo, ou que fazem com que ela funcione pouco, gerando o hipotireoidismo, provocados por inflamações, doenças da imunidade ou infecções, por exemplo. Saiba mais sobre as doenças que podem afetar a tireoide. 

Os remédios para tireoide podem ajudar a regularizar estas alterações, e devem ser indicados pelo médico, especialmente o endocrinologista, sendo que o tipo de remédio, a dose e a duração do tratamento dependem da causa, o tipo da doença, assim como os sintomas apresentados pela pessoa. Resumimos aqui as principais opções:

Quais são os remédios para tratar as Doenças da Tireoide

1. Remédios para Hipertireoidismo

Os remédios usados no tratamento do hipertireoidismo são chamados de antitireoideamos, pois são responsáveis por inibir a produção dos hormônios da tireoide, e alguns deles são: 

  • Propiltiouracil (Propilracil) – é um medicamento antitireoidiano que tem na sua composição Propiltiouracila, um composto responsável por inibir a produção dos hormônios da tireoide;
  • Metimazol – é um derivado tioimidazólico antitireoidiano que ajuda a regular a função da tireoide;
  • Tiamizol (Tapazol) – é um medicamento antitireoidiano que inibe enzimas responsáveis pela síntese de hormônios tireoideanos.

Em alguns casos, o uso de remédios pode não ser suficiente para tratar o hipertireoidismo, podendo ser indicadas pelo médico terapias como Iodo radioativo ou, até mesmo, a cirurgia da tireoide. Saiba mais sobre as outras opções de tratamento que existem em Tratamento para Hipertireoidismo.  

2. Remédios para Hipotireoidismo

Os remédios usados no tratamento do Hipotireoidismo são responsáveis por fazer a reposição ou suplementação de hormônios da tireoide, e alguns deles são: 

  • Levotiroxina (Puran T4, Euthyrox, Tetroid ou Synthroid) – são medicamentos que têm na sua composição o principio ativo a Levotiroxina, capaz de substituir o hormônio que é normalmente fabricado pela glândula tireoide, permitindo assim a sua reposição. 

A levotiroxina deve ser iniciada sempre com doses baixas e ir adaptando de acordo com os exames de cada pessoa, para evitar excesso de doses que provocam efeitos colaterais ou até provocar um hipertireoidismo, principalmente nos pacientes mais idosos que podem ser mais sensíveis aos efeitos do medicamento.

Possíveis Efeitos Colaterais do Tratamento

Os efeitos do tratamento com remédios para tratar os distúrbios da tireoide depende do tipo de remédio utilizado e da dose, no entanto, alguns dos efeitos colaterais que podem surgir incluem suores, perda de apetite, tontura, fraqueza nas pernas, mudanças bruscas de humor, náusea, vômito, perda de cabelo, coceira, sonolência, dor de cabeça, insônia, irritabilidade, febre, rápida perda de peso ou diarreia. 

O ganho de peso pode acontecer durante o tratamento do hipertireoidismo, pois desacelera o metabolismo que estava elevado na doença. Já a perda de peso pode acontecer no tratamento do hipotireoidismo, pois enquanto esta doença está descompensada, pode haver o ganho de peso, entretanto, não existe uma regra. Saiba mais sobre quais são os sintomas que indicam doenças da tireoide. 

O tratamento dos distúrbios da tireoide não é um tratamento certo e linear, pois as doses necessárias para cada pessoa vão ser diferentes, sendo por isso necessário fazer ajustes da dose ao longo do tratamento. Estes ajustes são feitos pelo médico, que podem avaliar a resposta ao tratamento e os efeitos colaterais, e, com base nessas informações, decide se é necessário aumentar, manter ou baixar a dose do medicamento. .

Assista no vídeo a seguir orientações da nutricionista sobre como a alimentação pode favorecer o funcionamento da tireoide.

Deixe uma resposta

Nome *
Email *
Site