Saiba a diferença entre joelho valgo e joelho varo

0
48


Joelho valgo ou geno valgo é um desalinhamento do quadril e das pernas que faz com que os joelhos fiquem virados para dentro e os pés para fora. Essa condição é popularmente conhecida como pernas em forma de X ou de tesoura. 

O joelho valgo pode ser facilmente percebido simplesmente ao observar que os joelhos conseguem se tocar, mas os tornozelos ficam afastados, o que pode provocar sintomas como a dor e a falta de estabilidade no joelho. 

Sintomas do joelho valgo

Normalmente a pessoa com joelho valgo sente dores na parte de dentro ou de fora do joelho, no quadril, no pé ou no tornolezo, além de falta de estabilidade no joelho.

Caso não seja corrigido, a pessoa pode desenvolver artrose, por exemplo, que é uma degeneração e frouxidão das articulações. Saiba o que é a artrose e como evitá-la.

Qual a diferença para joelho varo

Enquanto que no joelho valgo os joelhos ficam rotacionados para dentro e os pés para fora, no joelho varo as pernas ficam arqueadas, como se a pessoa estivesse pronta para montar em um cavalo. 

O joelho varo é mais raro que o joelho valgo e normalmente acontece por causa do raquitismo, que é uma a doença caracterizada pela deficiência de vitamina D que deixa os ossos mais frágeis devido à mineralização insuficiente, ou em razão de alterações genéticas que só são percebidas no nascimento e ao longo do desenvolvimento da criança.

As duas condições podem ocorrer ao nascimento e serem corrigidas ao longo do desenvolvimento. 

Joelho valgo: como tratar e principais causas

Principais causas

O joelho valgo normalmente é visto em mulheres, pelo fato de possuírem quadril mais largo em relação aos homens e os músculos da frente da perna mais fracos. Além disso, outras causas do joelho valgo são:

  • Mal formação e desenvolvimento das pernas;
  • Rigidez no tornozelo;
  • Exercícios físicos mal executados, como agachamento;
  • Fatores genéticos;
  • Doenças, como o escorbuto e o raquitismo, em que a deficiência de vitaminas leva à fraqueza nos ossos.

Normalmente as crianças nascem com joelho valgo ou varo, mas isso é corrigido ao longo do crescimento. Caso não haja correção, o joelho valgo pode favorecer a ocorrência de entorses, artrose, tendinite e bursite. Entenda a diferença entre tendinite e bursite e como tratar.

Como é feito o tratamento

O tratamento para corrigir o joelho valgo é feito por indicação de um fisioterapeuta e tem como objetivo fortalecer a musculatura e diminuir a rigidez da articulação por meio de exercícios corretivos. Além disso, pode ser indicado pelo fisioterapeuta o uso de palmilhas ortopédicas, pois promovem o realinhamento do tornozelo e dos pés e, consequentemente, evitam o desalinhamento dos joelhos.

É aconselhado também evitar alguns tipos de exercício, como corridas e agachamentos, pois podem aumentar as dores, e diminuir a intensidade e o ritmo das atividades físicas. No entanto, deve-se levar em conta o perfil da pessoa que possui os joelhos valgos, pois se tiver sobrepeso, deve emagrecer para que as dores diminuam e as chances de realinhamento do joelho aumentem. Os exercícios sempre devem ser acompanhados por um profissional.

O tratamento cirúrgico acontece somente quando há um grau muito grande de desalinhamento que a fisioterapia sozinha não consegue corrigir. Após a cirurgia deve-se realizar sessões de fisioterapia para que a recuperação seja mais rápida e efetiva. 

SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here