Saiba mais sobre a Leucemia Linfoide Aguda e como identificar

0
16


A leucemia linfoide é um tipo de câncer caracterizado pela alteração na medula óssea que leva à produção exagerada de células da linhagem linfocítica, principalmente dos linfócitos, também chamados de glóbulos brancos, que atuam na defesa do organismo. Saiba mais sobre os linfócitos.

Este tipo de leucemia pode ainda ser dividido em dois tipos:

  • Leucemia linfoide aguda ou LLA, em que os sintomas surgem rapidamente e acontece com mais frequência em crianças. Embora se desenvolva muito rápido, este tipo tem maiores chances de cura quando o tratamento é iniciado precocemente;
  • Leucemia linfoide crônica ou LLC, em que o câncer se desenvolve ao longo de meses ou anos e, por isso, os sintomas podem aparecer lentamente, sendo identificada quando a doença já está numa fase mais avançada, o que dificulta o tratamento. Saiba mais sobre a LLC.

Normalmente, a leucemia linfoide é mais comum em pessoas que estiveram expostas a grandes quantidade de radiação, que sofreram infecção pelo vírus HTLV-1, que fumam ou que têm síndromes como neurofibromatose, síndrome de Down ou anemia Fanconi.

Leucemia Linfoide: o que é, principais sintomas e como tratar

Quais os principais sintomas

Os primeiros sintomas de leucemia linfoide podem incluir:

  1. Cansaço excessivo e falta de energia;
  2. Perda de peso sem causa aparente;
  3. Tonturas frequentes;
  4. Suores noturnos;
  5. Dificuldade para respirar e sensação de falta de ar;
  6. Febre acima de 38ºC;
  7. Infecções que não desaparecem ou voltam a surgir muitas vezes, como amigdalite ou pneumonia;
  8. Facilidade para ter manchas roxas na pele;
  9. Sangramento fácil pelo nariz ou gengivas.

Geralmente, é mais fácil identificar a leucemia linfoide aguda pois os sintomas surgem quase ao mesmo tempo, já na crônica os sintomas surgem isolados e, por isso, podem ser sinal de outro problema, o que atrasa o diagnóstico. Além disso, em alguns casos de leucemia linfoide crônica os sintomas podem nem existir, sendo apenas identificado devido à alterações no hemograma.

Assim, para fazer o diagnóstico o mais cedo possível, é importante consultar um clínico assim que surgirem algum dos sintomas para pedir um exame de sangue e identificar se existem alterações que devem ser avaliadas.

Leucemia Linfóide Aguda

A leucemia linfóide aguda, popularmente conhecida como LLA, é o tipo de câncer mais comum na infância, no entanto mais de 90% das crianças que são diagnosticadas com LLA e recebem o tratamento correto atingem a remissão completa da doença.

Esse tipo de leucemia é caracterizada pela presença de exagerada de linfócitos no sangue e pelo aparecimento rápido dos sintomas, o que permite diagnóstico e tratamento precoce, que normalmente é feito com quimioterapia.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico das leucemias linfóides é feito por um oncologista ou hematologista por meio dos sintomas apresentados pelo paciente e resultado do hemograma e da contagem diferencial no esfregaço sanguíneo, em que são verificados muitos linfócitos e, em algumas pessoas, ainda pode ser percebido diminuição da concentração de hemoglobina, hemácias ou diminuição das plaquetas. Saiba como interpretar o hemograma.

Como é feito o tratamento

O tratamento é indicado pelo médico de acordo com o tipo de leucemia, podendo ser feito por meio de quimioterapia ou transplante de medula óssea, por exemplo. Geralmente, nos casos da leucemia aguda o tratamento é mais intenso e agressivo nos primeiros meses, sendo reduzido ao longo de 2 anos.

Já no caso da leucemia linfoide crônica, o tratamento pode ser feito por toda a vida, pois dependendo do grau de desenvolvimento da doença pode ser apenas possível reduzir os sintomas.

Entenda a diferente entre este tipo de leucemia e a leucemia mieloide.

SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here