Saiba o que é a hérnia escrotal e como é feito o diagnóstico


A hérnia escrotal é uma consequência do desenvolvimento da hérnia inguinal, que é uma protuberância que aparece na virilha. No caso da hérnia escrotal, a saliência na virilha aumenta e se desloca até o escroto, que é a bolsa que envolve e protege os testículos, causando seu inchaço. Entenda como acontece a hérnia inguinal.

Esse tipo de hérnia pode ser considerada limitante para os homens, pois o escroto fica bastante inchado, causando desconforto e dor. Normalmente a única opção de tratamento é a cirurgia, mas também podem ser usados medicamentos para aliviar a dor e o desconforto como analgésicos e anti-inflamatórios.

Principais sintomas

Os sintomas da hérnia escrotal são semelhantes ao da hérnia inguinal:

  • Protuberância na região da virilha e no escroto;
  • Dor ou desconforto ao se levantar, carregar peso ou se curvar;
  • Sensação de peso;
  • Disfunção sexual.

No bebê, a hérnia escrotal pode ser percebida na hora de trocar a fralda do bebê, em que se pode verificar inchaço do local, ou quando o bebê chora, o que pode permitir a visualização da saliência. 

Se a hérnia escrotal não for tratada, pode levar ao estrangulamento intestinal, em que não há fluxo sanguíneo para intestino, ocasionando a morte do tecido e sintomas como vômito, distensão abdominal e ausência de fezes. Além disso, a hérnia escrotal pode levar à infertilidade, pois o armazenamento dos espermatozóides pode ser comprometido. Veja quais são as principais causas de infertilidade. 

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico é feito a partir de exame físico realizado pelo médico, em que há análise do escroto e da virilha, além da avaliação dos sintomas que o homem sente. Para confirmação do diagnóstico, o médico pode solicitar a realização de algum exame de imagem, como a ultrassonografia, por exemplo.

Tratamento da hérnia escrotal

O tratamento da hérnia escrotal normalmente é cirúrgico e deve ser feito assim que for confirmado o diagnóstico para evitar complicações, como infertilidade e estrangulamento intestinal. A cirurgia dura cerca de 2 horas e é feita sob anestesia local ou geral. Em alguns casos o médico pode ainda colocar uma espécie de rede para evitar que a hérnia volte.

Além disso, pode ser recomendado pelo médico o uso de medicamentos anti-inflamatórios ou analgésicos, como o ibuprofeno e o paracetamol, antes e após a cirurgia para alívio da dor, além de antibiótico após o procedimento cirúrgico para evitar a ocorrência de infecções.

Após a cirurgia é importante que o homem evite pegar muito peso, durma de barriga para cima, aumente o consumo de fibras, não dirija e não permaneça sentado por muito tempo. Esses cuidados pós-cirúrgicos são importantes para evitar que a hérnia volte.

Deixe uma resposta

Nome *
Email *
Site