Saiba quais são os principais sintomas da rinofima


A rinofima é uma doença caracterizada pela presença de massas ou caroços no nariz, que crescem lentamente, mas que quando em grande quantidade ou quando muito grandes, podem causar obstrução nasal. A rinofima acontece mais em homens após os 40 anos e normalmente é uma consequência da hiperplasia das glândulas sebáceas, que é uma das características da rosácea. Entenda mais sobre a rosácea: o que é, sintomas e tipos.

Assim como a rosácea, a rinofima pode ser causada pela exposição prolongada ao sol e uso excessivo de álcool. O diagnóstico é feito pelo dermatologista a partir do exame clínico e o tratamento é cirúrgico, simples e sem complicações. Se houver suspeita de câncer, o tecido é encaminhado para laboratório para análise das células. 

Rinofima: o que é, causas e como é feito o tratamento

Possíveis causas

A ocorrência da rinofima pode ser associada a alguns fatores que aumentam as chances de hiperplasia das glândulas sebáceas e, consequentemente, aparecimento de caroços no nariz:

  • Exposição prolongada ao sol;
  • Uso excessivo de álcool;
  • Histórico familiar de rinofima;
  • Estresse.

Além disso, a rinofima pode ocorrer mais facilmente se houver consumo excessivo de cafeína e alimentos picantes, além de alterações hormonais. 

Principais sintomas

Os principais sintomas da rinofima são:

  • Vermelhidão no nariz;
  • Alteração na textura do nariz;
  • Inchaço;
  • Dilatação dos poros do nariz;
  • Aparecimento de tecido fibroso;
  • Presença de caroços no nariz.

O diagnóstico da rinofima é através de exame clínico, em que o dermatologista avalia as características da lesão. Essa doença tem evolução lenta e não é grave, no entanto, se houver o surgimento de muitos caroços no nariz ou se estes forem muito grandes, pode haver obstrução nasal.

O dermatologista pode considerar a presença de câncer associado às lesões da rinofima, como o carcinoma basocelular, que é um tipo de câncer de pele caracterizado pela presença de manchas que crescem lentamente ao longo do tempo. Nesse caso, além do diagnóstico clínico, é necessário realizar exame anatomopatológico, em que são observadas as células com o objetivo de verificar a presença ou ausência de células malignas. Veja o que é e quais são os primeiros sinais do carcinoma basocelular. 

Como é feito o tratamento

O tratamento para rinofima é simples, garante bons resultados e não apresenta complicações. Nos casos mais simples de rinofima, o dermatologista pode indicar a realização da dermoabrasão, que é um procedimento não-invasivo em que o médico realiza a raspagem da camada mais superficial da pele com uma escova áspera, laser ou equipamento com partículas de diamante. Após a realização do procedimento, a região fica sensível, por isso deve-se evitar exposição solar e usar protetor solar para não acontecer o escurecimento da pele. 

Nos casos mais graves de rinofima, o médico pode indicar a realização de um procedimento mais invasivo, que é a decorticação cirúrgica, que corresponde à retirada completa do tecido do nariz, seguida de dermoabrasão e implante de pele. 

Em caso de suspeita de câncer, o tecido retirado é levado para um laboratório, onde serão analisadas as células para verificar a presença ou ausência de células tumorais. 

Opções caseiras

O tratamento caseiro para a rinofima é o mesmo que para a rosácea, e pode ser feito com aloe vera e água de rosas, pois possuem propriedades cicatrizantes, hidratantes e antissépticas, podendo ser úteis principalmente no período pós-cirúrgico. Veja como utilizar os remédios caseiros para rosácea.

Deixe uma resposta

Nome *
Email *
Site