Sialolitíase: sintomas, causas e tratamento


A Sialolitíase consiste numa inflamação e obstrução dos ductos das glândulas salivares devido à formação de pedras nessa região, levando ao aparecimento de sintomas como dor, inchaço, dificuldade para engolir e mal-estar.

O tratamento pode ser feito através de massagem e estimulação da produção de saliva e em casos mais graves, pode ser necessário recorrer a cirurgia.

O que é sialolitíase e como é feito o tratamento

Quais os sintomas

Os sintomas principais provocados pela sialolitíase são dor no rosto, boca e pescoço que pode piorar antes ou durante as refeições, que é quando aumenta a produção de saliva pelas glândulas salivares. Esta saliva fica bloqueada, causando dor e inchaço na boca, rosto e pescoço e dificuldade para engolir.

Além disso, a boca pode ficar mais seca, e podem também surgir infecções bacterianas, originando sintomas como febre, mau gosto na boca e vermelhidão na região.

Possíveis causas

A sialolitíase ocorre devido ao entupimento dos ductos das glândulas salivares, que é provocado por pedras que podem formar-se devido à cristalização de substâncias da saliva como o fosfato de cálcio e o carbonato de cálcio, fazendo com que a saliva fique presa nas glândulas e provoque inchaço.

Não se sabe ao certo o que provoca a formação destas pedras, mas pensa-se que é devido a determinados medicamentos, como anti-hipertensivos, anti-histamínicos ou anticolinérgicos, que reduzem a quantidade de saliva produzida nas glândulas, ou desidratação que torna a saliva mais concentrada, ou mesmo por se ter uma alimentação insuficiente, o que leva a uma redução da produção de saliva. 

Além disso, pessoas com gota têm mais probabilidade de sofrer de sialolitíase, devido à formação de pedras pela cristalização do ácido úrico.

A sialolitíase ocorre mais frequentemente nos ductos salivares ligados às glândulas submandibulares, no entanto, as pedras também podem formar-se nos ductos ligados às glândulas parótidas e muito raramente nas glândulas sublinguais.

O que é sialolitíase e como é feito o tratamento

Diagnóstico da sialolitíase

A sialolitíase pode ser diagnosticada através de avaliação clínica e de exames como tomografia computadorizada, ultrassom e sialografia.

Como é feito o tratamento

Em casos em que a dimensão da pedra seja pequena, o tratamento pode ser feito em casa, tomando rebuçados sem açúcar e bebendo muita água, de forma a estimular a produção de saliva e forçar a pedra a sair do ducto. Também se pode aplicar calor e massagear gentilmente a região afetada.

Em casos mais graves, o médico pode tentar remover essa pedra pressionando dos 2 lados do ducto para que ela saia, e caso não seja possível, pode ser necessário recorrer a cirurgia para a remover. Em alguns casos podem também utilizar-se ondas de choque para partir as pedras em pedaços mais pequenos, de forma a facilitar a sua passagem através dos ductos.

Na presença de uma infecção das glândulas salivares, que pode ocorrer devido à presença da saliva estagnada, pode ser também necessário tomar antibióticos.

Deixe uma resposta

Nome *
Email *
Site