Teste de HIV – saiba o que significam os resultados


O exame para o HIV é feito com o objetivo de detectar a presença do vírus HIV no organismo e deve ser feito pelo menos 30 dias após a exposição a situações de risco, como relações sexuais desprotegidas ou contato com sangue ou secreções de pessoas portadoras do vírus HIV.

O teste de HIV é simples e é feito principalmente por meio da análise de uma amostra de sangue, mas também pode ser utilizada a saliva para verificar a presença do vírus no organismo. Todos os testes de HIV pesquisam os dois tipos de vírus existentes, o HIV 1 e o HIV 2.

O teste para o HIV deve ser realizado no mínimo 1 mês após o comportamento de risco, pois a janela imunológica, que corresponde ao tempo entre o contato com o vírus e a possibilidade de detecção do marcador da infecção, é de 30 dias, podendo haver a liberação de um resultado falso negativo caso o exame seja realizado antes dos 30 dias.

Como entender o Resultado do Teste do HIV

Como entender o resultado

Para entender o resultado do teste do HIV, é importante verificar se é reagente, não reagente ou indeterminado além dos valores indicados, pois normalmente quanto maior o valor, mais avançada é a infecção.

Exame de sangue do HIV

O exame de sangue para o HIV é feito com o objetivo de identificar a presença do vírus e a sua concentração no sangue, dando informações sobre o estágio da infecção. O teste de HIV pode ser feito por meio de vários métodos laboratoriais de diagnóstico, sendo o mais utilizado o método de ELISA. Os possíveis resultados são:

  • Reagente: Significa que a pessoa esteve e contato e se contaminou com o vírus da AIDS;
  • Não reagente: Significa que a pessoa não está contaminada com o vírus da AIDS;
  • Indeterminado: É preciso repetir o teste porque a amostra não foi clara o suficiente. Algumas situações que levam a este tipo de resultado são a gravidez e vacinação recente.

Em caso de resultado positivo para HIV o próprio laboratório utiliza outros métodos para confirmar a presença do vírus no organismo, como o Western Blot, Immunoblotting, Imunofluorescência indireta para o HIV-1. Assim, o resultado positivo é mesmo confiável.

No caso de resultado indeterminado, é recomendado que o exame seja repetido após 30 a 60 dias para que seja verificada a presença ou ausência do vírus. Nesses casos, o exame deve ser repetido mesmo que não existam sintomas, como perda rápido de peso, febre e tosse persistentes, dor de cabeça e aparecimento de manchas vermelhas ou pequenas feridas na pele, por exemplo. Conheça os principais sintomas do HIV.  

Teste rápido do HIV

Os testes rápidos indicam a presença ou ausência do vírus e é feito por meio de uma pequena amostra de saliva ou pequena gota de sangue para identificar o vírus. O resultado do teste rápido é liberado entre 15 e 30 minutos e também são de confiança, sendo os possíveis resultados:

  • Positivo: Indica que a pessoa tem o vírus HIV mas deve realizar o exame de sangue ELISA para confirmar o resultado;
  • Negativo: Indica que a pessoa não está contaminada com o vírus HIV.

Os testes rápidos são utilizados na rua, em campanhas do governo nos centros de testagem e aconselhamento (CTA) e em gestantes que iniciam o trabalho de parto sem ter realizado o pré-natal, mas estes testes também podem ser comprados pela Internet. 

Normalmente nas campanhas do governo são utilizados os testes OraSure, que testam a saliva e o teste que pode ser comprado pela internet em farmácias online do exterior é o Home Access Express HIV-1, que é aprovado pelo FDA e utiliza uma gota de sangue.

Quando pode dar resultado falso negativo

O resultado falso negativo pode acontecer quando a pessoa fez o exame em até 30 dias após o comportamento de risco que pode ter sido relação sexual sem camisinha, compartilhamento de seringas e agulhas descartáveis ou perfuração com objeto de corte contaminado como facas ou tesouras, por exemplo. Isso acontece porque o organismo não consegue produzir quantidades suficientes de anticorpos para que a presença do vírus seja indicada no exame.

No entanto, mesmo que o teste tenha sido realizado 1 mês após o comportamento de risco, o organismo pode demorar até 3 meses para produzir anticorpos suficientes contra o vírus HIV e o resultado ser positivo. Assim, é importante que o exame seja repetido 90 e 180 dias após o comportamento de risco para que se tenha confirmação da presença ou ausência do vírus HIV no organismo.

Basicamente sempre que um resultado for positivo não há dúvidas que a pessoa possui HIV, enquanto que em caso de resultado negativo, pode ser preciso repetir o exame devido ao falso negativo. No entanto, um infectologista poderá indicar o que fazer em cada caso.

Deixe uma resposta

Nome *
Email *
Site